O que você procura?

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

As comemorações infantis de hoje em dia.

Vivemos num mundo diferente... um mundo de consumismo, um mundo de ostentação e de eventos sociais. Hoje em dia, TUDO É MOTIVO PARA FESTA! E festa graaandeeee. Festa completa, daquelas que antigamente só se via em casamentos. A grandiosidade dos eventos, antes reservada para 15 anos e Bodas, chegou ao mundo infantil. Primeiramente, nos aniversários de 1 ano, depois passou para os vários aniversários da criança. Depois, foi a vez dos chás de fraldas, que antigamente tinham um motivo de existir. Tratava-se de uma reunião íntima para conversas e brincadeiras e, de quebra, ajudar a mamãe com as fraldas para o novo bebê. Era algo tão íntimo, que os próprios convidados levavam pratinho de doces, salgados e bebidas (eles se ofereciam para levar). Depois, tornaram-se mega eventos, muitas vezes de tamanha proporção que é nítido que com o dinheiro da festinha, compra-se muitassss fraldas, muito mais do que a mamãe ganhou.

A consequência disso são os preços astronômicos que as empresas que trabalham com festas têm cobrado.

Agora, a moda são os mensários, comemoração de cada mês do bebê até 1 aninho de idade. Já vi pequenas comemorações com bolo feito em casa pela mamãe e bolas que a titia encheu. Mas muitos vão além disso. Eu fiz uns 2 mensários do meu filho mais velho e tenho feito os da minha princesa. Não, ninguém me falou que eu “deveria fazer” e nem contratei nenhum serviço. Foi algo espontâneo, de uma simplicidade danada, sem tema específico ou nada demais. Assustei-me quando vi que os mensários não só viraram moda, como uma moda de proporção gigantesca. Há quem contrate buffet, cup cakes, bolos decorados, decoradora e tudo mais. Não sei onde isso vai parar, qual será a próxima moda...Temo que as festinhas passem a cair na “mesmice” e comecem a ficar chatas e repetitivas.  Sou adepta da simplicidade com personalidade, do resgate às muitas coisas boas que ficaram no passado. Gosto dos “mega eventos” na sua hora e acho muito bacana quando sou convidada para uma festinha diferente em casa, no cinema, no clube... Lembram dos aniversários que eram Festivais de Sorvete? Nossa!!! Como esperávamos por aquele dia!

Os tempos mudaram... a simplicidade de antigamente virou "festa criativa e original". A verdade é que ninguém tem mais tempo. Tempo para programar, para colocar a mão na massa, cortar papel, colar, desenhar... A família não tem mais tempo... tempo que antes era destinado a reunião para enrolar brigadeiro, encher bolas, enrolar as balinhas e encher lembrancinhas. Trabalho danado, não era?! Mas hoje eu vejo como era legal!!

Não condeno e nem critico ninguém, cada um tem um jeito diferente de encarar e agir. Não tem o certo e o errado. Tem o "como era" e "como está". Criança gosta mesmo é dos amiguinhos reunidos, correr, brincar e se divertir. Seja lá como for! Nós adultos é que precisamos pensar no esforço que muitas vezes estamos fazendo não só para ver um sorriso no rosto do nosso filho e sim no rosto das outras pessoas! 

Um beijo grande!
Alline



2 comentários:

  1. Concordo em gênero, número e grau!!! Meu pensamento é exatamente esse: onde vamos parar? Adorei o texto!

    ResponderExcluir
  2. Concordo!! Vou comentar aqui uma festa super fofa que minha filha foi de uma amiguinha dela. A mãe convidou por telefone mesmo, para que as melhores amiguinhas dela fossem umas 9h da manhã pra casa dela com uma bolsinha com muda de roupa e produtos de higiene pessoal. Lá elas brincaram muito, brincadeiras de criança, almoçaram macarronada, escovaram os dentes, continuaram a brincar, comeram bolo feito pela amiga da mãe, brigadeiro e outros docinhos e salgados feitos em casa e outros encomendados, tomaram banho, continuaram a brincar e a comer e, quando eu cheguei pra buscar, 17h era o horário combinado, minha filha tava feliz da vida brincando numa cabaninha feita de lençol com as outras meninas. Criativo e divertido, a aniversariante ficou tão feliz!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante! Obrigada!