O que você procura?

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Desfralde: um desafio!

A hora de tirar as fraldas é um momento muito esperado pelos papais e mamães. Afinal, os preços das fraldas só sobem! Mas como e quando fazer isso? Bom… não sou nenhuma especialista, mas vou passar para vocês a minha experiência.

Tenho um casal. O meu mais velho, um menino, começou o desfralde aos 2 anos. A escola deu o pontapé inicial. Eu peguei as dicas com as “tias” e não tive maiores dificuldades. Demora um pouco mais para que eles avisem que querem fazer cocô, geralmente quando dizem, já estão todos sujos, e a fralda noturna só consegui tirar 1 ano depois. Essa foi fogo! 
Muitos me deram dicas de penicos para que eu comprasse, mas resolvi seguir a dica de uma amiga:  se você colocar penico, quando estiver na rua, se não tiver penico ele terá dificuldade para fazer. Passei direto para o vaso, com redutor. Comprei um banquinho para que ele subisse (já que é um menino e não alcança fazer xixi do chão) ou apoiasse os pés quando estivesse sentado para ajudar na prensa abdominal (dica da pediatra). 

Use um banquinho para improvisar um degrau e apoiar os pés. (Foto: Divulgação)


Agora, tenho uma pequena princesa. Como tudo é diferente, gente! Menino é tão mais prático… mas vamos lá! Minha filha está com 1 ano e 8 meses e iniciamos o desfralde. Ela entrou na escolinha mais cedo e na época que eles começaram o desfralde, ela era muito pequenina (1 ano e 4 meses). Fiz algumas tentativas em casa, mas ela não entendia direito do que se tratava. Conversei com a professora e resolvemos deixar para esse ano. Agora nas férias, 4 meses depois da primeira tentativa, comecei a tentar novamente e está dando certo! Novamente, estou usando redutor de vaso e não peniquinho.

Aqui vão as minhas dicas:

1) Espere a maturidade do seu filho. Cada um terá seu tempo. Não fique ansiosa.
2) Se seu filho estiver na escola, eles darão início ao processo. Caso ainda não estejam estudando, comece a tentar a partir de 1 ano e meio.
3) Vá retirando a fralda e conversando com ele, mesmo que ache que ele não está entendendo nada. Ele vai se acostumando com as palavras e idéias.
4) Deixe-o sem fralda, mantenha-so com roupas mais confortáveis e fácies de tirar para que ele vá aprendendo a fazer isso sozinho e leve-o ao banheiro a cada 30 minutos (inicialmente, ele não pedirá). Depois, comece a perguntar se ela quer ir ao banheiro.
5) Se encontrar, compre umas calcinhas e cuecas próprias p desfralde. Elas são mais grossas e meio atoalhadas por dentro. Dá para segurar um pouco o xixi em escapadas. A que eu tenho só encontrei em São Paulo.
6) Se ele fizer xixi no vaso, faça festa! Dê os parabéns e deixe-o dar a descarga, por exemplo (eles adoram!) Mas lembrem-se de fechar a tampa, tá? Nada de ficar vendo o “xixi indo embora”. kkkk. 
7) Quando eles fizerem cocô na cueca ou calcinha, leve-os ao banheiro, derrube o cocô dentro do vaso e diga: “o lugar do cocô é aqui”. Essa parte é tão eca, né?! Arghh. Mas funciona!
8) Tenha sempre em mãos aqueles protetores plásticos que forram o vaso sanitário para usar quando estiver fora de casa.
9) Esteja preparada para limpar muito xixi pelo chão e lavar muita roupinha suja
10) Nunca repreenda seu filho quando ele fizer suas necessidades na roupa. Leve-o
ao banheiro para se trocar e diga o lugar onde se faz xixi.

Os protetores de assento são fundamentais para sair de casa! 

Acredito que cada criança tem seu tempo, seus medos e ansiedades, o que influencia nesse processo também, mas com muito amor, paciência e compreensão, conseguimos. Boa sorte!

(Por Alline Ramos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante! Obrigada!