O que você procura?

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Bailinho de Carnaval: uma decepção!

Uma grande decepção!

O informe dizia: Bailinho de Carnaval das 17h às 19h. Criança fantasiada não paga!

Chego à praça central do Parque Shopping às 18h, ao espaço montado pelo Magic Games. Encontro uma fila quilométrica. Lá fui eu para o fim da fila com a minha princesinha toda fantasiada. “Já encerrou, senhora. Não pode mais”. Ué?! Mas como assim?! Não dizia que seria até as 19h? “Mas é que já esgotou, senhora”.

Conformada (SQN), fui dar uma volta. Retornei ao local às 18:30 e já não havia mais ninguém na fila, enquanto presenciei a última pessoa com pulseirinha entrando e um monte de crianças de fora chorando. Minha filha dizia: “entrar, mamãe, entrar”. Fui falar com um rapaz que estava na frente dando explicações a outras mães. “Senhora, atingimos a capacidade máximo que os bombeiros permitem”. Mas não tem tempo de permanência? Ainda daria tempo, até as 19h divulgadas, para entrar mais crianças. “Senhora, não posso. Seria injusto com outras mães que não puderam entrar”. Pedi para entrar rapidinho, nada feito! Pedi para tirar umas fotos, terminei me identificando como do Roteiro Baby Maceió... nada feito!
Fiquei por ali, minha filha chorando e eu um tanto decepcionada, até outra mãe se aproximar: “Moço, minha filha está chorando, moço. Isso é uma maldade! Se fosse para pagar eu até pagaria”. Foi aí que eu ouvi a frase que colocou abaixo todas as minhas expectativas, tudo o que divulguei para meus leitores: “A Senhora quer pagar? Ah! Pagando pode entrar sim”. A mãe saiu revoltada e eu fiquei alguns minutos “digerindo” o que tinha escutado, um tanto incrédula. E a história do bombeiro, digam-me!? Pura balela!

Que mãe se sente feliz com essa cena?!

Queria agradecer, de coração à pessoa (que nem sei quem é), mas que estava vestida de George, da Peppa. Percebendo a tristeza da minha filha, ouviu o meu chamado, veio até a grade e arrancou um sorriso lindo! Em meio ao tumulto, não consegui tirar foto direito, ficou uma desgraça a foto, mas valeu o momento.


Não tenho palavras para expressar minha decepção e de tantas outras mães que estavam no momento. Era gritaria, bate-boca, desorganização! Enfim!

Senti-me na obrigação de compartilhar isso com vocês, pois sentimos a responsabilidade em cada palavra escrita e indicação feita em nosso blog. Nós repassamos as informações, depois de confirmadas, e jamais imaginamos que possa haver “letras miúdas”mal intencionadas.

Espero que vocês tenham tido mais sorte do que eu!

Um grande abraço!

Alline.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante! Obrigada!